Mídia baixa o facho de Aécio para empossar Temer

Responsável número 1 pela crise política brasileira, por não ter aceitado civilizadamente sua derrota nas eleições presidenciais de 2014, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi jogado ao mar por seus dois maiores aliados: Globo e Abril; três dias atrás, Época denunciou a conta de sua família no paraíso fiscal de Liechtenstein; hoje, Veja afirma que, numa escala de zero a 10, a chance de que Aécio seja denunciado pela Procuradoria-Geral da República é de 11; isolar as pretensões de Aécio se tornou essencial para que os meios de comunicação, patrocinadores da crise atual, consigam empossar Michel Temer no Palácio do Planalto; assim como Carlos Lacerda, que foi o primeiro a ser rifado após incitar o golpe de 1964, o mesmo acontece com Aécio

Responsável número 1 pela crise política brasileira, por não ter aceitado civilizadamente sua derrota nas eleições presidenciais de 2014, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi jogado ao mar por seus dois maiores aliados: Globo e Abril; três dias atrás, Época denunciou a conta de sua família no paraíso fiscal de Liechtenstein; hoje, Veja afirma que, numa escala de zero a 10, a chance de que Aécio seja denunciado pela Procuradoria-Geral da República é de 11; isolar as pretensões de Aécio se tornou essencial para que os meios de comunicação, patrocinadores da crise atual, consigam empossar Michel Temer no Palácio do Planalto; assim como Carlos Lacerda, que foi o primeiro a ser rifado após incitar o golpe de 1964, o mesmo acontece com Aécio
Responsável número 1 pela crise política brasileira, por não ter aceitado civilizadamente sua derrota nas eleições presidenciais de 2014, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi jogado ao mar por seus dois maiores aliados: Globo e Abril; três dias atrás, Época denunciou a conta de sua família no paraíso fiscal de Liechtenstein; hoje, Veja afirma que, numa escala de zero a 10, a chance de que Aécio seja denunciado pela Procuradoria-Geral da República é de 11; isolar as pretensões de Aécio se tornou essencial para que os meios de comunicação, patrocinadores da crise atual, consigam empossar Michel Temer no Palácio do Planalto; assim como Carlos Lacerda, que foi o primeiro a ser rifado após incitar o golpe de 1964, o mesmo acontece com Aécio (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Responsável número 1 pela crise política que traga o País, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) acaba de ser atirado ao mar pelos seus dois principais aliados: Globo e Abril.

Três dias atrás, Época, a revista semanal da Globo, denunciou a conta da família Neves no paraíso fiscal de Liechtenstein (leia mais aqui).

Hoje, Veja, da Editora Abril, publica a foto de um Aécio desconcertado e afirma que, numa escala de zero a dez, a chance de que o presidente nacional do PSDB seja denunciado pela procuradoria-geral da República é 11.

O fim é semelhante ao de Carlos Lacerda, que foi o maior incitador da derrubada de Getúlio Vargas e do golpe militar de 1964. Quando veio a ditadura, Lacerda foi o primeiro a ser cassado.

Aécio, que poderia ter se comportado de forma civilizada e democrática após perder as eleições de 2014, apostou tudo no caos. Imaginava que poderia, assim, encontrar um atalho para o poder.

No último domingo, ele foi hostilizado e expulso da Paulista. Agora, foi expulso do jogo político pelos grupos de mídia, que são os grandes patrocinadores da derrubada do governo Dilma Rousseff e da eventual prisão do ex-presidente Lula.

O que se avalia é que Aécio precisa ser contido para que o vice-presidente Michel Temer, grande beneficiário da crise, possa ser empossado em paz.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247