“Miriam Leitão faz militância para o mercado financeiro, não jornalismo”, diz Cynara Menezes

Em entrevista à TV 247, a jornalista afirmou que Miriam Leitão, que saiu em defesa de Paulo Guedes e sua offshore nas Ilhas Virgens Britânicas no Globo, é uma “puxa-saco” do mercado financeiro. “Como diz o Érick Jacquin, ‘vergonha de la profession’”. Assista

www.brasil247.com -
(Foto: Maíra Miranda | Reprodução)


247 - A jornalista Cynara Menezes, em entrevista à TV 247, criticou a conduta de Miriam Leitão, do Globo, que saiu em defesa do ministro Paulo Guedes, responsável por ter enviado milhões a uma offshore nas Ilhas Virgens Britânicas. A conta foi favorecida pela desvalorização do real ante ao dólar e, portanto, pode configurar conflito de interesses.

Leitão, que fez campanha ativa pelo golpe de 2016, a partir da farsa das "pedaladas fiscais", culpou a economia brasileira pelo fato de Guedes ter sido, de certa forma, forçado a canalizar sua fortuna para o exterior. "O ministro Paulo Guedes abriu a empresa em 2014. O cenário naquela época era de uma recessão e aumento da inflação, o que realmente aconteceu nos anos seguintes. Então, ele deve ter remetido recursos para se proteger das incertezas da economia brasileira", justificou ela, em tom amigável ao ministro. 

Para Cynara Menezes, a postura de Miriam Leitão é a de uma “militante” do mercado financeiro. “O que a Miriam Leitão e o pessoal que está defendendo o Guedes está fazendo é militância do mercado financeiro. Essas pessoas estão militando pelo mercado financeiro, porque não é possível que a mesma notícia que saiu na capa dos principais jornais do mundo no Brasil não saia nada. É uma vergonha para a profissão. Como diz o Érick Jacquin, ‘vergonha de la profession’. Pelo amor de Deus. Notícia é notícia, puxa-saquismo de ministro da Economia que faz o que eles querem é outra coisa”, criticou Cynara Menezes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email