‘Não foi só propina: Temer convidou Chalita para ser ministro’

Jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, relata que a senadora Marta Suplicy repassou para Gabriel Chalita em setembro de 2015 um convite de Michel Temer para que fosse ministro da Educação e que ele deveria apoiá-la na candidatura à Prefeitura de São Paulo; "Para que o projeto prosseguisse, ele deveria, obviamente, romper com Haddad. Chalita preferiu, na ocasião, não trair. Em março, anunciou sua saída do PMDB para entrar no PDT"

Jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, relata que a senadora Marta Suplicy repassou para Gabriel Chalita em setembro de 2015 um convite de Michel Temer para que fosse ministro da Educação e que ele deveria apoiá-la na candidatura à Prefeitura de São Paulo; "Para que o projeto prosseguisse, ele deveria, obviamente, romper com Haddad. Chalita preferiu, na ocasião, não trair. Em março, anunciou sua saída do PMDB para entrar no PDT"
Jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, relata que a senadora Marta Suplicy repassou para Gabriel Chalita em setembro de 2015 um convite de Michel Temer para que fosse ministro da Educação e que ele deveria apoiá-la na candidatura à Prefeitura de São Paulo; "Para que o projeto prosseguisse, ele deveria, obviamente, romper com Haddad. Chalita preferiu, na ocasião, não trair. Em março, anunciou sua saída do PMDB para entrar no PDT" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Sérgio Machado contou que Temer pediu propina para ajudar na campanha de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo — mas a coisa não para por aí", escreve o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo.

Ele conta que o então vice-presidente convidou o candidato derrotado à Prefeitura para ser ministro da Educação em setembro de 2015. A mensagem teria sido repassada pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) em um jantar com Chalita.

"Para que o projeto prosseguisse, ele deveria, obviamente, romper com Haddad. Chalita preferiu, na ocasião, não trair. Em março, anunciou sua saída do PMDB para entrar no PDT", afirma Kiko. "Será vice na chapa de Haddad neste ano. Quer dizer, por enquanto".

Leia aqui a íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email