Nassif: Globo manobra para dizer que impeachment não é golpe

"A Rede Globo montou uma campanha implacável em torno do tema “impeachment não é golpe”, recorrendo a um recurso primário. Chega até o jurista e pergunta se impeachment é golpe. É o jurista obviamente responde que não, já que previsto na Constituição. A pergunta a ser feita é “este impeachment, da maneira como está sendo montado, é golpe?”. É golpe. Como impichar uma presidente sem apontar uma culpa sequer, sem comprovar nenhum crime de responsabilidade?", diz o jornalista Luis Nassif

"A Rede Globo montou uma campanha implacável em torno do tema “impeachment não é golpe”, recorrendo a um recurso primário. Chega até o jurista e pergunta se impeachment é golpe. É o jurista obviamente responde que não, já que previsto na Constituição. A pergunta a ser feita é “este impeachment, da maneira como está sendo montado, é golpe?”. É golpe. Como impichar uma presidente sem apontar uma culpa sequer, sem comprovar nenhum crime de responsabilidade?", diz o jornalista Luis Nassif
"A Rede Globo montou uma campanha implacável em torno do tema “impeachment não é golpe”, recorrendo a um recurso primário. Chega até o jurista e pergunta se impeachment é golpe. É o jurista obviamente responde que não, já que previsto na Constituição. A pergunta a ser feita é “este impeachment, da maneira como está sendo montado, é golpe?”. É golpe. Como impichar uma presidente sem apontar uma culpa sequer, sem comprovar nenhum crime de responsabilidade?", diz o jornalista Luis Nassif (Foto: Valter Lima)

247 - O jornalista Luis Nassif publica texto nesta quarta-feira (30) no qual comenta a estratégia da Rede Globo em negar que o impeachment da presidente Dilma Rousseff é golpe.

"A Rede Globo montou uma campanha implacável em torno do tema “impeachment não é golpe”, recorrendo a um recurso primário. Chega até o jurista e pergunta se impeachment é golpe. É o jurista obviamente responde que não, já que previsto na Constituição. A pergunta a ser feita é “este impeachment, da maneira como está sendo montado, é golpe?”. É golpe. Como impichar uma presidente sem apontar uma culpa sequer, sem comprovar nenhum crime de responsabilidade?", diz.

Ele pontua ainda que "qualquer expediente não contemplado na Constituição é golpe". "E, na eventualidade do impeachment passar na Câmara, se o Supremo Tribunal Federal recusar a análise de mérito sobre o que for considerado crime, a ele também se aplicará a pecha de golpista", reforça.

Leia o texto aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247