Notícia sobre Aécio some da capa do Uol

Denúncia sobre propina foi manchete do portal do grupo Folha por volta de 6h, mas às 8h já tinha desaparecido misteriosamente; depois que leitores notaram o sumiço da matéria, ela reapareceu na home do site, por volta de 9h; no jornal impresso, reportagem que noticia o recebimento de R$ 300 mil da empreiteira UTC pelo senador tucano mereceu apenas nota de rodapé

www.brasil247.com - Denúncia sobre propina foi manchete do portal do grupo Folha por volta de 6h, mas às 8h já tinha desaparecido misteriosamente; depois que leitores notaram o sumiço da matéria, ela reapareceu na home do site, por volta de 9h; no jornal impresso, reportagem que noticia o recebimento de R$ 300 mil da empreiteira UTC pelo senador tucano mereceu apenas nota de rodapé
Denúncia sobre propina foi manchete do portal do grupo Folha por volta de 6h, mas às 8h já tinha desaparecido misteriosamente; depois que leitores notaram o sumiço da matéria, ela reapareceu na home do site, por volta de 9h; no jornal impresso, reportagem que noticia o recebimento de R$ 300 mil da empreiteira UTC pelo senador tucano mereceu apenas nota de rodapé (Foto: Gisele Federicce)


247 – Uma denúncia sobre propina envolvendo o nome do senador Aécio Neves foi manchete do portal Uol na manhã desta quarta-feira 30, por volta de 6h, mas às 8h já havia desaparecido misteriosamente. Depois que leitores notaram o sumiço da matéria, ela reapareceu, por volta de 9h.

A reportagem de Rubens Valente, da Folha, mereceu apenas nota de rodapé na capa do jornal impresso. A matéria destaca o trecho de um depoimento do delator Carlos Alexandre de Souza Rocha, apontado como entregador de dinheiro do doleiro Alberto Youssef. Ele contou aos investigadores da Lava Jato ter levado R$ 300 mil a um diretor da UTC Engenharia no Rio, que seria entregue ao senador tucano.

Segundo Rocha, o diretor da UTC, chamado Miranda, "estava bastante ansioso" para receber o dinheiro, pois "não aguentava mais a pessoa" lhe "cobrando tanto". Rocha teria perguntado quem era e Miranda respondeu Aécio Neves.

Por meio de sua assessoria, o tucano chamou de "absurda" a citação de seu nome. Anteriormente, Aécio já havia sido citado pelo próprio Youssef como responsável por um mensalão em Furnas.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email