Ombudsman da Folha diz que mídia brasileira jamais fará autocrítica por sua cobertura parcial na Lava Jato

Jornalista José Henrique Mariante condicionou mea-culpa a um que seja feito também pelo PT

www.brasil247.com - Deltan Dallagnol e Lula
Deltan Dallagnol e Lula (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil | Reprodução | Ricardo Stuckert)


247 – O jornalista José Henrique Mariante, ombudsman da Folha, foi questionado por leitores do jornal a respeito da cobertura parcial do veículo de comunicação sobre a Lava Jato e disse que a mídia brasileira jamais fará uma autocrítica pela cobertura parcial deste processo, que provocou um golpe de estado, a destruição de milhões de empregos e a desmoralização do sistema judicial. Seu argumento é curioso: o de que um mea-culpa só ocorrerá "junto com o do PT". 

"Leitores reclamam do tratamento dado pela Folha à notícia de que Deltan Dallagnol será obrigado a indenizar Luiz Inácio Lula da Silva pelo vexame do Powerpoint. Lembram que, em 2016, o jornal deu manchete para o agora ex-procurador. Na Primeira Página de quarta (23), o desfecho da novela mereceu uma chamada simples, abaixo da dobra", escreveu ele, em sua coluna.

"Reinaldo Azevedo, em sua última coluna, chegou a sugerir um mea-culpa à imprensa não militante. 'Chamava-se 'grande' antigamente', cutucou. O mea-culpa da imprensa na cobertura da Lava Jato virá junto com o do PT. Nunca", finalizou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email