Para o Menino Maluquinho de Veja, PT fomenta escravidão

Neoguru dos neoliberais, Rodrigo Constantino diz que o governo irá usar o dinheiro dos contribuintes para sustentar o regime cubano e importar escravos que virão doutrinar os brasileiros sobre como o socialismo é fantástico. É sério. Está publicado na página online de Veja.com

Neoguru dos neoliberais, Rodrigo Constantino diz que o governo irá usar o dinheiro dos contribuintes para sustentar o regime cubano e importar escravos que virão doutrinar os brasileiros sobre como o socialismo é fantástico. É sério. Está publicado na página online de Veja.com
Neoguru dos neoliberais, Rodrigo Constantino diz que o governo irá usar o dinheiro dos contribuintes para sustentar o regime cubano e importar escravos que virão doutrinar os brasileiros sobre como o socialismo é fantástico. É sério. Está publicado na página online de Veja.com (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Neoguru dos neoliberais, o economista Rodrigo Constantino, do Instituto Millenium e colunista de Veja.com, diz que, com a importação de médicos cubanos para 701 municípios sem médicos, onde nenhum profissional brasileiro se habilitou a trabalhar, o Partido dos Trabalhadores fomenta a escravidão. Confira: 

O governo do PT fomenta trabalho escravo!

Não dá para aliviar com o uso de eufemismo: é exatamente isso que o acordo firmado com Cuba significa. Trata-se de uma ditadura que controla esses “médicos”, e o governo vai pagar meio bilhão de reais por ano para tê-los aqui, diretamente ao ditador! DoG1:

De acordo com [o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas] Barbosa, o governo brasileiro não tem informação sobre o valor exato que os médicos cubanos devem receber pela atuação no Mais Médicos. Segundo o secretário, eles deverão ter o mesmo salário que recebem trabalhando em Cuba ou em outras missões no exterior.

Pelo acordo firmado entre o Ministério da Saúde e a Organização Panamericana de Saúde (Opas) para contratar 4 mil médicos cubanos, o governo brasileiro pagará à Opas o valor equivalente à remuneração dos demais profissionais do Mais Médicos (R$ 10 mil), e a organização repassará esse dinheiro para o governo cubano.

O governo não sabe quanto dos R$ 10 mil ficará com os médicos e quanto irá para o governo cubano. A declaração foi feita em uma reunião nesta quinta-feira (22) com representantes dos municípios de São Paulo sobre o programa federal.

“Não podemos pagar diretamente ao médico cubano. O governo cubano só aceita enviar médicos sob a forma de um acordo bilateral, e é isso o que está sendo feito”, disse Barbosa. Questionado sobre as declarações de entidades médicas brasileiras, que mostraram preocupação com as condições de trabalho dos profissionais cubanos, ele enfatizou que os médicos estão vindo para o Brasil voluntariamente.

Segundo Barbosa, o Brasil já recebeu médicos cubanos em situação parecida na década de 1990.

“Cuba já faz esse tipo de cooperação há muito tempo. Já teve inclusive com o Brasil na década ade 1990 e em vários outros países do mundo. Eu desconheço qualquer caso em que os médicos cubanos se insubordinaram ou não trabalharam de maneira adequada. Pelo contrário. Quando trabalharam no Brasil, tendo a formação específica em atenção básica, eles prestaram um excelente trabalho”, disse”.

Barbosa afirmou que os profissionais cubanos têm pleno domínio da língua portuguesa e que o idioma não deve ser uma barreira para a atuação dos médicos. Quando chegarem ao país, farão nova avaliação e aqueles que não atenderem a todos os critérios serão automaticamente desligados do programa.

“O programa não prevê ter um tradutor junto do médico na hora de prestar atendimento”, afirmou.

Apertando a tecla SAP, isso quer dizer o seguinte: nosso governo vai usar o seu dinheiro, estimado leitor, para mandar uma fortuna para a pior e mais cruel ditadura do continente, que, em contrapartida, vai exportar 4 mil “médicos” para cá, para doutrinar pessoas no interior, sobre como o socialismo é fantástico.

O governo diz que não sabe quanto cada um vai receber, que será o mesmo que recebe em Cuba. Mas na ilha-presídio o salário não chega a US$ 50 dólares mensais! É um regime de feudalismo, onde a família Castro representa o senhor feudal, e os cubanos são seus escravos.

O PT encontrou um jeito de financiar a ditadura cubana com nossos impostos. Em troca, teremos “médicos” que seriam incapazes de passar no teste do Revalida, pois simplesmente não são médicos de verdade, como os nossos, e a saúde cubana decente não passa de um mito da esquerda.

No mais, como eles falam português? De onde veio esse conhecimento? Alguém pode explicar? Por que nossa grande imprensa não questiona tais coisas, não confronta dessa maneira esses políticos? Tudo isso é muito surreal, parece uma cena de Saramandaia. É um absurdo! Muito revoltante! O governo petista está fomentando o trabalho escravo. Simples assim.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email