Paulo Nogueira: Lula foi mais do que um 'Pelé' e será pentacampeão

O economista Paulo Nogueira Batista Jr. afirma que o ex-presidente Lula fez "a obra quase milagrosa de virar um jogo que parecia totalmente perdido”; para ele, Lula é o 'nosso Pelé político'; “A diferença é que Lula foi mais do que um Pelé. Continuou jogando e armando fora de campo. Impôs derrota acachapante a seus adversários. Foi a estrela insuperável do campeonato, mesmo alijado do torneio. Será pentacampeão", afirmou

Paulo Nogueira: Lula foi mais do que um 'Pelé' e será pentacampeão
Paulo Nogueira: Lula foi mais do que um 'Pelé' e será pentacampeão
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O economista Paulo Nogueira Batista Jr. crava que Fernando Haddad (PT) vai vencer a eleição presidencial e diz que "Lula – o nosso Pelé político – fez a obra quase milagrosa de virar um jogo que parecia totalmente perdido. E, como dizia Nelson Rodrigues, a vitória sofrida é mais doce. Fernando Haddad passará ao segundo turno e deve derrotar Jair Bolsonaro”.

“Insistindo um pouco na metáfora futebolística, diria que aconteceu em 2018 o mesmo que na Copa de 1962, no Chile. Pelé foi caçado desleal e impiedosamente em campo até o tirarem da disputa. Só que apareceu Amarildo para substituí-lo – e o Brasil foi bicampeão do mundo”, afirma em artigo publicado na revista Carta Capital.

O economista explica que "A diferença é que Lula foi mais do que um Pelé. Continuou jogando e armando fora de campo. Impôs derrota acachapante a seus adversários. Foi a estrela insuperável do campeonato, mesmo alijado do torneio. Será pentacampeão”.

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247