PML: censura da Globo é inconstitucional e intimida seus funcionários

O jornalista Paulo Moreira Leite condena a oficialização Lei da Mordaça na Rede Globo, que usa a cesura para calar a voz dos profissionais que trabalham na emissora, incluindo o monitoramento no uso das redes sociais; "Essa é uma forma de coagir e intimidar seus funcionários, através da relação de poder", observa; assista a íntegra do programa 

PML: censura da Globo é inconstitucional e intimida seus funcionários
PML: censura da Globo é inconstitucional e intimida seus funcionários

247 - O programa Boa Noite 247 destaca a vitória histórica da esquerda no México, com a ascensão de Andrés Manuel López Obrador à presidência da República, após décadas de gestões neoliberais. Os jornalistas também condenam a censura promovida na Rede Globo, numa tentativa de conter a liberdade de expressão dos seus funcionários.

A Lei da Mordaça foi oficializada na Rede Globo. João Roberto Marinho, vice-presidente do grupo Globo, publicou as novas diretrizes de comportamento dos funcionários e usa a cesura para calar a voz dos profissionais que trabalham na emissora, incluindo o monitoramento de seus funcionários no uso da redes sociais.

O jornalista Alex Solnik classifica a ação como o "AI-5 da Globo", condenando a postura da emissora. "Depois décadas interferindo na vida política do País, agindo como partido político, a Globo quer falar sobre isenção", questiona.

O jornalista Paulo Moreira Leite afirma que a ação é inconstitucional e fere a liberdade de expressão. "Essa é uma forma da Globo coagir e intimidar seus funcionários, através da relação de poder", observa.

México

Os jornalistas comentam a importância da vitória de Lopéz Obrador no México, que obteve 53% dos votos nas eleições presidenciais do último domingo (2).

"O grande cabo eleitoral de Obrador foi o presidente dos EUA Donald Trump, com suas agressões contra o México. O povo mexicano percebeu que seu governo não protegia o País da potência imperialista, pelo contrário, agia de forma submissa aos estadunidenses", analisa Solnik.

O jornalista Paulo Moreira Leite exemplifica como os últimos governos mexicanos foram nocivos. "Desde 1988 os mexicanos elegem presidentes que destroem as riquezas do País, era como se no Brasil tivéssemos uma sequência de 30 anos sob a gestão de Michel Temer e Henrique Meirelles", compara.

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247