Reinaldo Azevedo: Bolsonaro foi medíocre em Davos

Repercussão negativa da fala de Jair Bolsonaro (PSL) na abertura do Fórum Econômico Mundial, na Suíça, continua; para o jornalista Reinaldo Azevedo, o presidente fez "discurso medíocre em Davos, entre a subserviência e a arrogância, ambas fora de hora e de contexto. Foi decepcionante"

Reinaldo Azevedo: Bolsonaro foi medíocre em Davos
Reinaldo Azevedo: Bolsonaro foi medíocre em Davos

247 - Repercussão negativa da fala de Jair Bolsonaro (PSL) na abertura do Fórum Econômico Mundial, na Suíça, continua. Para o jornalista Reinaldo Azevedo, o presidente fez "discurso medíocre em Davos, entre a subserviência e a arrogância, ambas fora de hora e de contexto. Foi decepcionante".

"O discurso do presidente Jair Bolsonaro no Foro de Davos foi fraco — ou, para empregar a palavra na sua correta acepção, foi 'medíocre', ficou pelo meio: nem empolgou nem irritou", escreveu Reinaldo.

"Incomoda-me, em particular, o tom servil do discurso no que respeita a fundamentos econômicos e arrogante quando o meio ambiente entra em pauta. Se vocês notarem, Bolsonaro não faz cobrança nenhuma ao resto do mundo. Não há uma só palavra sobre assimetrias, que são óbvias, entre os países ricos e pobres. O Brasil acaba de ser alvo de uma medida da União Europeia que sobretaxou o nosso aço. Não se deve transformar Davos num palanque, mas também não dá para fazer de conta que não existiu", continua Reinaldo.

O jornalista também viu arrogância na fala de Bolsonaro sobre sua "equipe de ministros qualificados": "Nem Lula, o homem do 'nunca antes na história deste país' teve a coragem de dizer: 'Pela primeira vez no Brasil um presidente montou uma equipe de ministros qualificados.' Trata-se de um misto de arrogância e mentira. O presidente do país que fez o Plano Real não tem o direito de dizer algo assim", lembrou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247