Reinaldo Azevedo: 'Guedes tem de parar de vender vento'

O jornalista Reinaldo Azevedo afirmou que a culpa do crescimento pífio do país é de Bolsonaro e que a ilusão de que a reforma da Previdência traria crescimento caiu por terra

Guedes e Bolsonaro têm de falar grosso também com grandes.
Guedes e Bolsonaro têm de falar grosso também com grandes. (Foto: Reprodução | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ele ainda diz que, em 2018, prometia-se em campanha de que haveria um crescimento de 4% e que a renda do trabalhador está estagnada. 

Em seu artigo, publicado no portal Uol, ele pergunta: "o que deu errado? A rigor, nada. Só deu a lógica. Para conter o desastre fiscal, foi preciso cortar drasticamente os investimentos públicos. Uma das alavancas do crescimento, assim, estava — e estará por um tempo — travada. Com o desemprego nos cornos da lua — e sua queda lentíssima, mas com postos de trabalho de baixa qualidade —, a alavanca do consumo no PIB também se mostrou modesta. Afinal, a renda do trabalho está estagnada em R$ 2,3 mil."

Reinaldo Azevedo ainda afirma: "sem investimento público, com o consumo acanhado, haveria de se contar com investimentos privados. Quase nada! Parte considerável do empresariado brasileiro faz suas juras de amor ao governo Bolsonaro, cobrando mais otimismo dos brasileiros, também ela (essa parte) hostil à imprensa, que só se interessaria por más notícias. Mas, ora vejam!, também esses otimistas agressivos não investem. E não investem porque não confiam no governo."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247