Porta-vozes de Moro apostam que ele será declarado suspeito pelo STF

Revista Crusoé diz em sua edição desta sexta-feira (8) que a “nova postura” do STF, após derrubar a prisão em segunda instância que pode libertar Lula, abre caminho para a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, no caso do Triplex do Guarujá

Moro quer “apagar a cena do golpe” cancelando triplex do Guarujá
Moro quer “apagar a cena do golpe” cancelando triplex do Guarujá (Foto: Adriano Machado - Reuters)

247 - A revista Crusoé, ligada ao mesmo grupo do site O Antagonista e que se notabilizou como uma espécie de porta-voz da Lava Jato, disse em uma reportagem publicada nesta sexta-feira (8) que a nova postura do Supremo Tribunal Federal (STF), após derrubar a prisão em segunda instância que pode libertar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deixa o caminho aberto para que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, tenha sua suspeição declarada no caso do Triplex do Guarujá.

Segundo a revista, “a julgar pela atmosfera permissiva reinante no STF, tudo leva a crer que a nova postura do tribunal abrirá caminho para a suspeição de Sergio Moro, e a consequente e fatídica anulação dos processos contra Lula e demais integrantes do que se convencionou chamar de organização criminosa. Será a pá de cal”. 

Ainda segundo o texto da reportagem, a decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que selou o entendimento pela inconstitucionalidade da prisão após condenação em segunda instância ante que sejam esgotadas todas as possiblidades de recursos pelo réu foi uma “catástrofe” que permite que “as portas da cadeia se abram para Lula”.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247