Sakamoto: Bolsonaro trava uma guerra pelo Twitter. Mas não é pelo bem do Brasil

"Se ele [Bolsonaro] não souber como explicar o que o governo está fazendo para garantir uma vida melhor e quando isso vai chegar, não importará se as desculpas virão via Twitter ou em uma entrevista coletiva à imprensa", cobra o jornalista

Sakamoto: Bolsonaro trava uma guerra pelo Twitter. Mas não é pelo bem do Brasil
Sakamoto: Bolsonaro trava uma guerra pelo Twitter. Mas não é pelo bem do Brasil

247 - O blogueiro Leonardo Sakamoto publicou neste sábado (23) artigo sobre a guerra que o presidente Jair Bolsonaro trava no Twitter, que já foi criticada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Sakamoto lembra que "em uma das críticas mais duras a Jair Bolsonaro desde que assumiu a República, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou, em entrevista ao Jornal Nacional, que 'ele precisa ter mais tempo para cuidar da Previdência e menos tempo cuidando do Twitter' ".

"A declaração é o ponto mais alto (até agora) de um processo de desgaste em que parlamentares sentem-se desconsiderados, pressionados e atacados pelo presidente e assessores. Processo em que Bolsonaro parece usar seus filhos e apoiadores nas redes sociais a fim de dizer aquilo que não pode falar diretamente para não azedar a maionese".

"Ninguém defende um Congresso Nacional movido a faz-me-rir, como tem sido a praxe. Mas também é impossível aprovar uma Reforma da Previdência que, na prática, significa estabelecer um novo projeto de longo prazo de país, sem alianças, que significam repartir o poder. Ainda mais para um presidente que não conta com maioria no parlamento".

Refletindo o pensamento predominante hoje em amplos círculos, Sakamoto chega à conclusão de que "se ele [Bolsonaro] não souber como explicar o que o governo está fazendo para garantir uma vida melhor e quando isso vai chegar, não importará se as desculpas virão via Twitter ou em uma entrevista coletiva à imprensa". "Até porque - finaliza - o futuro país precisa mais de segurança, emprego e estabilidade econômica do que de Bolsonaro".

Leia a íntegra

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247