Setor de mineração é uma máquina de moer gente, escreve Cristina Serra

Está para ser votado na Câmara um projeto que altera o Código de Mineração

(Foto: Mineração)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A jornalista Cristina Serra comenta em sua coluna na Folha de S.Paulo sobre o projeto de alteração do Código de Mineração que está sendo elaborado por um grupo de trabalho criado por Arthur Lira. "O relatório da deputada Greyce Elias (Avante-MG), que está para ser votado, propõe que a mineração seja considerada atividade de 'utilidade pública', de 'interesse social' e 'essencial à vida humana' ",  escreve a jornalista.

"No país em que quase 300 pessoas morreram em dois recentes desastres no setor, a mineração passaria a ser considerada 'essencial à vida humana'. A essência do relatório é reduzir o papel regulador e fiscalizador do Estado, transformando-o em um mero bedel dos interesses das companhias mineradoras".

"A proposta na Câmara é um beneplácito injustificado a um setor que tem demonstrado ser inimigo do meio ambiente e uma máquina de moer gente no Brasil. Nosso problema não é falta de boas leis. No que se refere ao poder público, Mariana e Brumadinho mostraram a necessidade de fortalecer os órgãos fiscalizadores e de criar regras mais rígidas de controle social e transparência". Leia a íntegra.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email