Sikêra processa Neto e apresentador rebate: "o dia que você me encontrar, você vai ver só"

O bolsonarista pede indenização de R$44 mil por ter sido chamado por Neto de homofóbico durante o programa “Os Donos da Bola”

Neto e Sikêra Jr.
Neto e Sikêra Jr. (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-jogador Neto gravou um vídeo no Instagram após ser processado pelo apresentador da RedeTV! Sikêra Jr. O bolsonarista pede indenização de R$44 mil por ter sido chamado de homofóbico durante o programa “Os Donos da Bola”. Além do processo, Sikêra também quer um pedido formal de retratação nas redes sociais e na programação da Band durante dois dias seguidos.

Neto está de férias com a família e afirmou que descobriu o processo pela imprensa, e que não ia se deixar abalar afirmando que ele não era homofóbico. Neto aparece no vídeo segurando uma bola nas cores do arco-íris como forma de representar o apoio pelas causas LGBTQIA+.

“Eu não ia comentar nada sobre o processo, pois eu estou tão feliz com minha família (aqui de férias). Nós não somos homofóbicos, a gente é família. Que por sinal essa bola representa tudo, para que não sejamos homofóbicos”, disparou Neto.

PUBLICIDADE

Em seguida, Neto lembrou que o apresentador da RedeTV! recebeu verbas federais para realização de ações publicitárias. "Ou você pensa assim ou você não pensa, irmão! Ou você é homem ou não é homem. Que não adianta você falar pra ganhar dinheiro do governo. É seu pensamento esse? Se for seu pensamento, espero que você não me encontre. O dia que você me encontrar, em qualquer lugar, você vai ver só", disse o ex-jogador.

Saiba mais 

PUBLICIDADE

O apresentador do programa “Alerta Nacional”, da RedeTV!, Sikêra Jr. utilizou suas redes sociais neste domingo (18) para deixar um recado misterioso. “Se eu chegar no ponto de me calar e ficar distante, meu limite foi atingido. Me aguardem”, escreveu.

Após campanha de desmonetização encabeçada pelo Sleeping Giants Brasil, Sikêra Jr. perdeu pelo menos 62 patrocinadores em função de falas homofóbicas em seu programa na televisão e no canal do YouTube.

PUBLICIDADE

Entre as marcas que deixaram de investir estão a MRV, Tim, HapVida, Magazine Luiza, Nivea, Ford, Casas Bahia, Samsung, Renault, Kwai, PicPay Mercedes Benz e Globo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email