Teresa Cruvinel: extrema direita brasileira optou por Von Clausewitz

“Os fatos dizem que a extrema direita está optando pela máxima do estrategista alemão Carl von Clausewitz de que 'a guerra é a continuação da política por outros meios'. Vale dizer, por meio da violência. A execução de Marielle Franco, os tiros contra ônibus da caravana do ex-presidente Lula e agora contra militantes acampados em sua defesa, em Curitiba, não deixam dúvida. Neste ritmo, em breve haverá um corpo estendido no chão”; trecho de artigo de Teresa Cruvinel no Jornal do Brasil

“Os fatos dizem que a extrema direita está optando pela máxima do estrategista alemão Carl von Clausewitz de que 'a guerra é a continuação da política por outros meios'. Vale dizer, por meio da violência. A execução de Marielle Franco, os tiros contra ônibus da caravana do ex-presidente Lula e agora contra militantes acampados em sua defesa, em Curitiba, não deixam dúvida. Neste ritmo, em breve haverá um corpo estendido no chão”; trecho de artigo de Teresa Cruvinel no Jornal do Brasil
“Os fatos dizem que a extrema direita está optando pela máxima do estrategista alemão Carl von Clausewitz de que 'a guerra é a continuação da política por outros meios'. Vale dizer, por meio da violência. A execução de Marielle Franco, os tiros contra ônibus da caravana do ex-presidente Lula e agora contra militantes acampados em sua defesa, em Curitiba, não deixam dúvida. Neste ritmo, em breve haverá um corpo estendido no chão”; trecho de artigo de Teresa Cruvinel no Jornal do Brasil (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - “Os fatos dizem que a extrema direita está optando pela máxima do estrategista alemão Carl von Clausewitz de que “a guerra é a continuação da política por outros meios”.  Vale dizer, por meio da violência. A execução de Marielle Franco, os tiros contra ônibus da caravana do ex-presidente Lula e agora contra militantes acampados em sua defesa, em Curitiba, não deixam dúvida. Neste ritmo, em breve haverá um corpo estendido no chão”. Trecho de artigo de Teresa Cruvinel no Jornal do Brasil.  

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247