Tereza Cruvinel: no Brasil, o passado nunca passa

Em sua coluna no Jornal do Brasil, a jornalista Tereza Cruvinel afirma que a pesquisa Datafolha revela um “desamparo eleitoral” da centro-direita, artífice do impeachment sem crime que destituiu do poder uma presidente legítima; o cenário que sobra dessa constatação, para Cruvinel, é a ameaça de Bolsonaro e a ameaça mais dramática do adiamento das eleições; ela diz: “no Brasil, o passado nunca passa”

tereza
tereza (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em sua coluna no Jornal do Brasil, a jornalista Tereza Cruvinel afirma que a pesquisa Datafolha revela um “desamparo eleitoral” da centro-direita, artífice do impeachment sem crime que destituiu do poder uma presidente legítima. O cenário que sobra dessa constatação, para Cruvinel, é a ameaça de Bolsonaro e a ameaça mais dramática do adiamento das eleições. Ela diz: “no Brasil, o passado nunca passa”. Leia trechos da coluna da jornalista:

“Para além do trânsito dos votos lulistas e da resiliência do próprio Lula, destaca-se na pesquisa Datafolha o desamparo eleitoral da centro-direita que comandou o impeachment e apostou suas fichas na exclusão do favorito petista.  Os dois feitiços podem virar castigo e levar a centro-esquerda para um segundo turno contra Jair Bolsonaro.  E aí mora o perigo da tentação autoritária de adiar as eleições. Não seria a primeira vez no Brasil, onde o passado nunca passa. 

Na pesquisa realizada depois da prisão de Lula, os candidatos “japoneses” da centro-direita seguem igualados na irrelevância de seus índices: Temer, Meirelles, Rodrigo Maia e outros chapinham entre 1% e 2%. 

E, aqui, a íntegra.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247