Tijolaço: Maia retribuiu comando das Cidades com data para votar reforma

Jornalista Fernando Brito observa que um dia depois de ver seu aliado Alexandre Baldy ser conduzido ao Ministério das Cidades, o presidente da Câmara pagou à vista o favor de Michel Temer e combinou colocar em votação, no dia 6 de dezembro, a reforma da Previdência; "Temer, foi à casa de Maia, entregar o presente e recebeu o 'muito obrigado' da data", diz; Brito, no entanto, avisa que Maia, a torcida do Corinthians, a do Flamengo e todas as outras admitem que não há os 308 votos para aprovar a reforma; "Ninguém quer Temer mais forte em 2018, exceto ele próprio. Também se pode estender tapetes vermelhos para o cadafalso"

Presidente Temer conversa com Maia no Palácio do Planalto 26/10/2017 REUTERS/Adriano Machado
Presidente Temer conversa com Maia no Palácio do Planalto 26/10/2017 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Um dia depois de ver seu aliado Alexandre Baldy ser conduzido ao cofre do Ministério das Cidades (leia-se, a Caixa Econômica Federal), o presidente da Câmara pagou à vista o favor de Michel Temer e combinou colocar em votação, no dia 6 de dezembro, a reforma da Previdência.

Temer, foi à casa de Maia, entregar o presente e recebeu o “muito obrigado” da data.

Mas é só.

Maia, a torcida do Corinthians, a do Flamengo e todas as outras abem que não há os 308 votos para aprovar a reforma.

Já não havia há seis meses, antes de Joesley Batista e com o PSDB sacudindo bandeirinhas pró-Temer.

Ninguém quer Temer mais forte em 2018, exceto ele próprio.

Também se pode estender tapetes vermelhos para o cadafalso.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247