Tijolaço: Meirelles balança e assume o papel de ‘homem mau’ para não cair

Na análise do jornalista Fernando Brito, "o balançante Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, dá sinais de ter saído de sua costumeira retração e resolvido assumir o papel de 'homem mau', talvez para colocar Michel Temer na situação de, demitindo-o, passar uma mensagem de que teria desistido do arrocho cavalar imposto ao país"

Brasília - Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reúne com o presidente do TST, Ives Gandra Martins Filho, para esclarecer questões sobre o ajuste fiscal, em debate no Congresso Nacional (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reúne com o presidente do TST, Ives Gandra Martins Filho, para esclarecer questões sobre o ajuste fiscal, em debate no Congresso Nacional (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - O balançante Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, dá sinais de ter saído de sua costumeira retração e resolvido assumir o papel de “homem mau”, talvez para colocar Michel Temer na situação de, demitindo-o, passar uma mensagem de que teria desistido do arrocho cavalar imposto ao país.

E Temer sabe que a pouca serventia que tem é a de ser um açougueiro de direitos sociais, se é que ainda tem condições de se-lo.

Meirelles, portanto, escolheu a véspera de Natal para ser impiedoso ao extremo com situações que deveriam merecer de uma autoridade pública um mínimo de compreensão pelo estrago que trazem, em entrevista a O Globo.

As dívidas dos Estado serão tratadas como a do Rio. E a do Rio, a ferro e fogo, restabelecendo na prática as exigências que a Câmara dos Deputados tirou.

Não há dinheiro para pagar salários? “Temos de cumprir a meta”.

Os senhor não acha um exagero a exigência de 49 anos de contribuição para o INSS? “Não, é muito bom, porque estamos vivendo mais que nossos avós”.

Meirelles, depois destes meses, sabe que Michel Temer é frio, falso e dissimulado.

E que, portanto, precisa se revalorizar diante do “mercado” para que sua cabeça permaneça onde está.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247