Vélez é incapaz e deve ser demitido, diz Miriam Leitão

Em artigo publicado neste domingo, a jornalista Miriam Leitão, crítica ácida do bolsonarismo, avalia que Ministério da Educação está à deriva e defende a demissão do colombiano Vélez Rodriguez, que já chamou os brasileiros de ladrões e foi indicado para o cargo pelo astrólogo Olavo de Carvalho. "O MEC está à deriva", diz ela

Vélez é incapaz e deve ser demitido, diz Miriam Leitão
Vélez é incapaz e deve ser demitido, diz Miriam Leitão
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em artigo publicado neste domingo, a jornalista Miriam Leitão avalia que Ministério da Educação está à deriva e defende a demissão do colombiano Vélez Rodriguez, que já chamou os brasileiros de ladrões e foi indicado para o cargo pelo astrólogo Olavo de Carvalho.

"O MEC está à deriva. Basta ver o noticiário da semana. Durante todos os dias o Ministério foi assunto, mas era sobre quem era demitido e a quem o exonerado era ligado. Se era um militar, se era um olavista. Ou os ataques de Olavo de Carvalho ao ministro que indicou para o cargo. Enfim, nada relevante", diz ela.

"O governo navega em uma realidade paralela correndo atrás da sua agenda de campanha, tolhido por ela e incapaz de reagir diante de emergências, ou de ter foco na pauta real do país. O Brasil precisa urgentemente de um ministro da Educação que conheça os assuntos do setor. É impossível ter esperança de que Vélez Rodriguez vá um dia encontrar a agenda educacional brasileira. Ele continuará prisioneiro das facções que levou para o Ministério."

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247