Vera Magalhães: nada justifica que democratas defendam a morte de Bolsonaro

Jornalista Vera Magalhães critica as pessoas que passaram a desejar a morte de Jair Bolsonaro, após ele dizer que está infectado pelo coronavírus. Bolsonaro "conseguiu comprometer o fígado e o cérebro de parte daqueles que o criticam", avalia

Vera Magalhães e Jair Bolsonaro
Vera Magalhães e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua coluna publicada no jornal O Estado de S. Paulo, Vera Magalhães critica as pessoas que manifestaram a vontade de ver Jair Bolsonaro morto. "Não há nada que justifique que democratas, pessoas e instituições se ponham a 'torcer' pela morte desse ou daquele", disse.

De acordo com a jornalista, Bolsonaro "conseguiu comprometer o fígado e o cérebro de parte daqueles que o criticam, num jogo que apenas rebaixa todos ao seu patamar e permite que ele ganhe espaço, porque no lodaçal é imbatível".

"Diante de tanta atrocidade, merece morrer? Não. Porque esse pensamento nos prende à barbárie que o presidente, sua família e seu núcleo insano tratam de cultivar desde antes mesmo da campanha, como terreno fértil para permitir a supressão da razão, único ambiente em que alguém tão virulento pode ser eleito presidente da República", continuou.

"Diante de tanta atrocidade, merece morrer? Não. Porque esse pensamento nos prende à barbárie que o presidente, sua família e seu núcleo insano tratam de cultivar desde antes mesmo da campanha, como terreno fértil para permitir a supressão da razão, único ambiente em que alguém tão virulento pode ser eleito presidente da República".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email