'Xixi-gate' de Bolsonaro ameaça implantação de reformas no Brasil, diz FT

Para o jornal inglês Financial Times, o "xixi-gate", como foi apelidada pelo periódico a polêmica criada em torno da postagem de um vídeo obsceno nas redes sociais pelo presidente Jair Bolsonaro, pode ser o prenúncio de que "seu estilo de governo é excessivamente focado em guerras culturais e disputas digitais desnecessárias, o que pode prejudicar as principais reformas econômicas e o papel do Brasil como a maior democracia da América Latina"

'Xixi-gate' de Bolsonaro ameaça implantação de reformas no Brasil, diz FT
'Xixi-gate' de Bolsonaro ameaça implantação de reformas no Brasil, diz FT
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para o jornal inglês Financial Times, o "xixi-gate", como foi apelidada pelo periódico a polêmica criada em torno da postagem de um vídeo obsceno nas redes sociais pelo presidente Jair Bolsonaro, pode ser o prenúncio de que "seu estilo de governo é excessivamente focado em guerras culturais e disputas digitais desnecessárias, o que pode prejudicar as principais reformas econômicas e o papel do Brasil como a maior democracia da América Latina".

Para o jornal, "se o objetivo de Bolsonaro era desviar a atenção do público para outros problemas, ou revidar as sátiras carnavalescas contra sua presidência e pessoa, ele conseguiu - mais ou menos". O FT ressalta que Bolsonaro foi eleito com o voto de mais de 58 milhões de brasileiros, "apesar de seu histórico de comentários incendiários e provocativos", e que muitos votaram nele em função das "guerras culturais" destacadas por ele durante a campanha, como a defesa de valores tradicionais representados pela família, religião e os bons costumes.

Ainda segundo o FT, resta saber quando Bolsonaro irá deixar de atiçar a "guerra cultural" e promover de fato as reformas econômicas prometidas durante a campanha e que estão na mira de investidores nacionais e internacionais.

Leia a íntegra da reportagem no Financial Times. 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247