YouTube cria fundo para ajudar criadores negros e combater racismo estrutural

Iniciativa disponibilizou cerca de R$ 100 milhões para 132 produtores de conteúdo da plataforma em diversas partes do mundo, entre treinamentos e auxílio em dinheiro

Natály Neri, Spartakus e Nath Finanças
Natály Neri, Spartakus e Nath Finanças (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Guilherme Simmer, Metrópoles - Com o objetivo de combater o racismo estrutural, o YouTube criou um fundo para ajudar criadores negros na produção de conteúdo. A iniciativa contemplou criadores de conteúdo de diferentes locais do mundo, que foram revelados pela plataforma nesta terça-feira (12/1).

Ao todo, 132 produtores de conteúdo foram beneficiados com o fundo – que conta com cerca R$ 100 milhões. No Brasil, o Fundo Vozes Negras selecionou 35 canais, com nomes como Spartakus, Natály Neri, Nath Finanças e o cantor Péricles.

Além do Brasil, outras regiões também contaram com youtubers contemplados com a bolsa, entre eles artistas da África do Sul, Austrália, Estados Unidos, Nigéria, Quênia, e Reino Unido.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247