Al-Quaeda pede que extremistas realizem ataques nas Olimpíadas

Atual líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, teria pedido aos seus companheiros que sequestrassem pessoas do Ocidente para trocá-los por jihadistas presos até que o último muçulmano preso seja libertado; "Na gravação al-Zawahiri exorta à luta contra "os cruzados, traidores e inimigos do Islã", luta que ele pretende lançar tomando reféns nos países ocidentais. Ele sugere trocar ocidentais capturados por jihadistas mantidos em prisões dos "ateístas" até que o último homem muçulmano aprisionado e a última muçulmana aprisionada sejam libertados", informou o SITE Intelligence Group; Entre os meios de realização de ataques é indicado o veneno, explosivos e armas de fogo que podem ser adquiridas facilmente nas "favelas" brasileiras

Atual líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, teria pedido aos seus companheiros que sequestrassem pessoas do Ocidente para trocá-los por jihadistas presos até que o último muçulmano preso seja libertado; "Na gravação al-Zawahiri exorta à luta contra "os cruzados, traidores e inimigos do Islã", luta que ele pretende lançar tomando reféns nos países ocidentais. Ele sugere trocar ocidentais capturados por jihadistas mantidos em prisões dos "ateístas" até que o último homem muçulmano aprisionado e a última muçulmana aprisionada sejam libertados", informou o SITE Intelligence Group; Entre os meios de realização de ataques é indicado o veneno, explosivos e armas de fogo que podem ser adquiridas facilmente nas "favelas" brasileiras
Atual líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, teria pedido aos seus companheiros que sequestrassem pessoas do Ocidente para trocá-los por jihadistas presos até que o último muçulmano preso seja libertado; "Na gravação al-Zawahiri exorta à luta contra "os cruzados, traidores e inimigos do Islã", luta que ele pretende lançar tomando reféns nos países ocidentais. Ele sugere trocar ocidentais capturados por jihadistas mantidos em prisões dos "ateístas" até que o último homem muçulmano aprisionado e a última muçulmana aprisionada sejam libertados", informou o SITE Intelligence Group; Entre os meios de realização de ataques é indicado o veneno, explosivos e armas de fogo que podem ser adquiridas facilmente nas "favelas" brasileiras (Foto: Paulo Emílio)

Sputnik - O atual líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, teria pedido aos seus companheiros que sequestrassem pessoas do Ocidente para trocá-los por jihadistas presos até que o último muçulmano preso seja libertado.

O apelo foi feito em uma entrevista de áudio com o chefe do grupo terrorista, postada na Internet, informou o SITE Intelligence Group.

"Na gravação al-Zawahiri exorta à luta contra "os cruzados, traidores e inimigos do Islã", luta que ele pretende lançar tomando reféns nos países ocidentais. Ele sugere trocar ocidentais capturados por jihadistas mantidos em prisões dos "ateístas" até que o último homem muçulmano aprisionado e a última muçulmana aprisionada sejam libertados".

Não é pela primeira vez que Al-Zawahiri, envolvido na organização de vários atentados terroristas por todo o mundo, inclusive o 9/11, apela a sequestros de pessoas. Em 2012 ele chamou os jihadistas a tomarem como reféns turistas ocidentais nos países muçulmanos.
Segundo as informações, o líder do grupo terrorista, que atualmente está foragido dos serviços de segurança ocidentais, poderá se esconder em uma base do Talibã na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão.

Ainda não se sabe se a recente gravação é verdadeira.

Na quarta-feira o site The Foreign Desk informou sobre diretivas aos islamistas para realizar ataques durante os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, emitidas por um grupo afiliado da Al-Qaeda. De acordo com as instruções que apareceram na mídia social, os alvos prioritários dos jihadistas seriam atletas britânicos, americanos, franceses e israelenses, bem como espectadores e hóspedes de alto nível, tais como chefes de Estado dos países ocidentais.

"Um pequeno ataque à faca contra americanos/israelenses nestes locais terá um efeito maior na mídia do que quaisquer ataques em outros lugares", indica uma das mensagens citadas pelo site The Foreign Desk.

"Entre os meios de realização de ataques é indicado o veneno, explosivos e armas de fogo que podem ser adquiridas facilmente nas "favelas" brasileiras. Também segundo tais diretivas, as bombas podem ser facilmente instaladas em drones e direcionadas contra multidões".
No último dia, as forças de segurança brasileiras prenderam dez suspeitos de planejar ataques durante as Olimpíadas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247