Alemanha aciona fase de alarme do plano de emergência de gás à medida que os fluxos russos caem

A medida é a mais recente escalada de um impasse entre a Europa e Moscou desde o início da operação militar russa na Ucrânia

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


Reuters - A Alemanha acionou o "estágio de alarme" de seu plano de emergência de gás nesta quinta-feira (23) em resposta a uma queda na oferta russa, mas não permitiu que as concessionárias repassassem os crescentes custos de energia para clientes na maior economia da Europa.

A medida é a mais recente escalada de um impasse entre a Europa e Moscou desde a invasão russa da Ucrânia, que expôs a dependência do bloco do fornecimento de gás russo e desencadeou uma busca frenética por fontes alternativas de energia.

A decisão, anunciada pelo ministro da Economia da Alemanha, marca uma mudança radical, especialmente para a maior economia da Europa, que cultivou fortes laços energéticos com Moscou desde a Guerra Fria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O governo ativa o "estágio de alarme" da Fase 2 de um plano de emergência de três estágios quando vê um alto risco de escassez de suprimento de gás a longo prazo e teoricamente permite que as concessionárias repassem preços altos para a indústria e as famílias e, assim, ajudem a diminuir a demanda . consulte Mais informação

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os compradores de gás e utilitários da Alemanha têm pressionado pela fase 2 por esse motivo, disseram fontes do setor.

Enfrentando fluxos de gás cada vez menores do principal fornecedor da Rússia, a Alemanha está desde o final de março na Fase 1 de seu plano de emergência, que inclui monitoramento mais rigoroso dos fluxos diários e foco no enchimento das instalações de armazenamento de gás.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma mudança para a próxima fase tem sido objeto de especulação desde que o fornecedor russo Gazprom (GAZP.MM) cortou os fluxos através do oleoduto Nord Stream 1 para apenas 40% da capacidade na semana passada, culpando um atraso no retorno de equipamentos atendidos por causa de sanções.

Na segunda etapa, o mercado ainda é capaz de absorver o volume faltante sem a necessidade de intervenção estatal que acionaria a etapa final de emergência.

Vários países europeus delinearam uma série de medidas para enfrentar uma crise de abastecimento para lidar com as preocupações com a escassez de energia no inverno e um aumento da inflação que pode testar a determinação da Europa de manter as sanções à Rússia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também levou a Alemanha a contemplar cortes dolorosos em sua produção e a recorrer a formas poluentes de energia anteriormente consideradas impensáveis, à medida que se ajustam à perspectiva de ficar sem gás russo. consulte Mais informação

Os contratos futuros de gás para o primeiro mês holandês, a referência europeia, subiram 4%, para 131,50 euros por megawatt/hora (MWh) nas negociações do início da manhã.

A União Europeia acusou na quarta-feira a Rússia de "movimentos desonestos" no corte de gás e sinalizou que iria recorrer temporariamente ao carvão para suprir os déficits de energia. A Rússia negou que os cortes no fornecimento de gás tenham sido premeditados.

A Gazprom disse que estava cortando fluxos via Nord Stream 1 na semana passada, no que poderia estar se transformando em uma dor de cabeça diplomática centrada em torno de uma turbina enviada ao Canadá para reparos.

Uma turbina a gás gigante da Siemens Energy usada em Nord Stream fabricada no Canadá foi enviada de volta para lá para manutenção. Autoridades canadenses expressaram preocupação em entrar em conflito com as sanções contra Moscou, que impossibilitam a Siemens de receber a parte do oleoduto.

O G7 provavelmente discutirá o destino da turbina em sua reunião a partir de domingo, disse à Reuters o ministro de Recursos Naturais do Canadá, Jonathan Wilkinson, citando as preocupações da Alemanha com o fornecimento de gás. consulte Mais informação

"Tenho certeza de que vai surgir pelo menos nos corredores do G7", disse ele. "Eu não prenderia a respiração que vamos encontrar uma resolução antes do fim."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email