Após fim de sanções, Irã comprará 114 aviões da França

O Irã vai assinar um contrato para a compra de 114 aviões Airbus durante a visita do presidente Hassan Rohani à França, prevista para quarta-feira 27, disse neste domingo 24 o ministro dos Transportes iraniano, Abbas Akhoundi (foto); o ministro, que deu a declaração à imprensa iraniana, não especificou o valor nem a duração do contrato

www.brasil247.com - O Irã vai assinar um contrato para a compra de 114 aviões Airbus durante a visita do presidente Hassan Rohani à França, prevista para quarta-feira 27, disse neste domingo 24 o ministro dos Transportes iraniano, Abbas Akhoundi (foto); o ministro, que deu a declaração à imprensa iraniana, não especificou o valor nem a duração do contrato
O Irã vai assinar um contrato para a compra de 114 aviões Airbus durante a visita do presidente Hassan Rohani à França, prevista para quarta-feira 27, disse neste domingo 24 o ministro dos Transportes iraniano, Abbas Akhoundi (foto); o ministro, que deu a declaração à imprensa iraniana, não especificou o valor nem a duração do contrato (Foto: Gisele Federicce)


Da Agência Lusa

O Irã vai assinar um contrato para a compra de 114 aviões Airbus durante a visita do presidente Hassan Rohani à França, prevista para quarta-feira (27), disse hoje (24) o ministro dos Transportes iraniano, Abbas Akhoundi. O ministro, que deu a declaração à imprensa iraniana, não especificou o valor nem a duração do contrato.

O presidente Rohani vai à Itália e à França na próxima semana, em sua primeira visita oficial à Europa após o fim do isolamento do Irã, com a entrada em vigor do acordo nuclear e a retirada das sanções internacionais.

"Precisamos de 400 aeronaves de longo curso e de 100 aviões de curta distância", disse o ministro dos Transportes. O Irã tem atualmente 256 aeronaves, das quais 150 estão operacionais e com média de idade de cerca de 20 anos, acrescentou Akhoundi.

A entrada em vigor do acordo nuclear, há mais de uma semana, levou ao fim de uma grande parte das sanções internacionais, incluindo da União Europeia e especialmente dos Estados Unidos, que vigoravam há 36 anos.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email