Após fracasso com ajuda, Guaidó pede pressão internacional contra Maduro

Após o fracasso da tentativa de enviar a suposta "ajuda humanitária" à Venezuela, o autoproclamado presidente interino do país, Juan Guaidó, defendeu o aumento da pressão internacional contra o governo do presidente Nicolás Maduro; para ele, "a pressão interna e externa são fundamentais para a libertação" do país; "Para avançar em nossa rota, vou me reunir na segunda-feira (25) com nossos aliados da comunidade internacional, e seguiremos ordenando as próximas ações dentro do país", afirmou

Após fracasso com ajuda, Guaidó pede pressão internacional contra Maduro
Após fracasso com ajuda, Guaidó pede pressão internacional contra Maduro

247 - Após o fracasso da tentativa de enviar a suposta "ajuda humanitária" à Venezuela, o autoproclamado presidente interino do país, Juan Guaidó, defendeu o aumento da pressão internacional contra o governo do presidente Nicolás Maduro. Para ele, "a pressão interna e externa são fundamentais para a libertação" do país. "Para avançar em nossa rota, vou me reunir na segunda-feira (25) com nossos aliados da comunidade internacional, e seguiremos ordenando as próximas ações dentro do país", afirmou.

Segundo ele, durante o encontro do Grupo de Lima, que contará com a presença do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que reunirá 14 chanceleres discutirá "possíveis ações diplomáticas" contra a Venezuela, sem descartar a possibilidade de uma intervenção militar no país.
A aposta de Guaidó em uma solução apoiada pelo Grupo de Lima vem na esteira do fracasso da entrada da suposta ajuda humanitária na Venezuela neste sábado (23), que o governo de Maduro considera como uma tentativa de justificar uma ação militar apoiada pelos Estados Unidos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247