Aprovação de Biden cai mais do que a de qualquer outro líder dos EUA desde 2ª Guerra, diz estudo

Popularidade do presidente Biden caiu 11,3 pontos percentuais: de 56% durante seus primeiros três meses de presidência para 44,7% nos últimos três meses

www.brasil247.com - Joe Biden
Joe Biden (Foto: Eduardo Munoz/Reuters)


Sputnik – O índice de aprovação do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, caiu em seus primeiros nove meses de presidência mais do que o de qualquer outro presidente norte-americano desde 1945, revelou uma nova pesquisa do Gallup.

Os resultados da enquete, divulgados pelo The Telegraph no sábado (23), mostram que a popularidade do presidente Biden caiu 11,3 pontos percentuais (de 56% durante seus primeiros três meses de presidência para 44,7% nos últimos três meses).

Esta é uma queda maior do que a que o ex-presidente norte-americano Barack Obama teve nos primeiros nove meses de presidência, quando seu índice de aprovação caiu 10,1 pontos percentuais.

Em comparação, a popularidade do ex-presidente Donald Trump diminuiu apenas 4,4 pontos percentuais nos primeiros nove meses de sua presidência, enquanto o índice de aprovação de Jimmy Carter, que ocupou o cargo de presidente dos EUA de 1977 a 1981, caiu 8,9 pontos percentuais no início de seu mandato.

Biden começou a ter uma queda acentuada na popularidade em julho, quando os casos de coronavírus estavam aumentando, e seu índice de aprovação caiu ainda mais com a retirada das tropas norte-americanas do Afeganistão no final de agosto, de acordo com a mídia.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247