Assad aparece na tevê após 'sumiço' de duas semanas

Nas imagens divulgadas pela emissora estatal, o chefe do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Saeed Jalili, disse que o presidente sírio está determinado a acabar com o que chamou de rebelião contra seu governo

Assad aparece na tevê após 'sumiço' de duas semanas
Assad aparece na tevê após 'sumiço' de duas semanas (Foto: REUTERS/SANA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil – Desaparecido há mais de duas semanas de eventos públicos, o presidente da Síria, Bashar Al Assad, teve imagens de uma reunião com o chefe do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Saeed Jalili, divulgadas hoje (7) pela emissora estatal de televisão do país. Eles discutiram sobre o sequestro de um grupo de 48 peregrinos, ocorrido há dois dias, em Damasco, capital síria, e o agravamento da onda de violência no país.

As autoridades iranianas apelaram para os governos da Turquia e do Catar na tentativa de resgatar os peregrinos. O governo do Irã anunciou que pretende organizar uma conferência para negociar uma saída para o conflito sírio.

Nas imagens divulgadas pela emissora estatal, Jalili disse que Assad está determinado a acabar com o que chamou de rebelião contra seu governo. Há 17 meses, a Síria está sob um clima de guerra porque a oposição insiste na renúncia de Assad. Mais de 20 mil pessoas morreram no país, segundo organizações não governamentais.

"O povo sírio e o seu governo estão determinados a limpar o país dos terroristas e a combatê-los sem descanso", disse o chefe do conselho iraniano. Assad não aparecia em imagens públicas desde o dia 22. Jalili acrescentou ainda que o Irã permanecerá ao lado da Síria. Os iranianos resistem a qualquer tipo de sanção à Síria.

"A solução para a crise na Síria deve vir do próprio país, por intermédio do diálogo nacional, e, não, por intervenção das forças externas", disse Jalili.

Com informações da BBC Brasil e da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email