Assange: Não permitirão que Trump seja presidente

Em entrevista ao canal de televisão RT, o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, disse que o establishment norte-americano trabalha com a mídia para evitar que Donald Trump se torne o próximo presidente dos Estados Unidos; "Não permitirão que Trump ganhe, porque todo o establishment está contra ele", afirmou

WikiLeaks founder Julian Assange speaks to protesters outside St Paul's Cathedral, next to the London Stock Exchange,  in central London October 15, 2011. Demonstrators worldwide shouted their rage on Saturday against bankers and politicians they accuse o
WikiLeaks founder Julian Assange speaks to protesters outside St Paul's Cathedral, next to the London Stock Exchange, in central London October 15, 2011. Demonstrators worldwide shouted their rage on Saturday against bankers and politicians they accuse o (Foto: Gisele Federicce)

Sputnik Brasil - O establishment norte-americano trabalha com a mídia para evitar que Donald Trump se torne o próximo presidente dos Estados Unidos, disse Julian Assange, fundador do WikiLeaks em uma entrevista ao canal de televisão RT.

"Não permitirão que Trump ganhe, porque todo o establishment está contra ele", disse ele. De acordo com Assange, "os bancos, os serviços de inteligência, as empresas militares, os patrocinadores exteriores, etc, todos juntos estão unidos a favor de Hillary Clinton, tal como a mídia, os proprietários da mídia e os próprios jornalistas".

Assange sobre ligação da Rússia com publicações do WikiLeaks O WikiLeaks publicou em 3 de novembro o 27º lote da correspondência confidencial de John Podesta, chefe da campanha eleitoral do candidato presidencial Hillary Clinton. Assim, o número total de publicações excede 44.000. A primeira parte foi publicada em 8 de outubro. O portal prometeu publicar um total de 50.000 e-mails antes da eleição presidencial norte-americana prevista para 8 de novembro.

Além disso, o fundador do site, Julian Assange, disse que até o final do ano, o WikiLeaks irá revelar "dados importantes" sobre os governos de três países e as presidenciais nos Estados Unidos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247