Ataques de Israel matam 43 palestinos, sendo 13 crianças

Israel disparou dezenas de ataques aéreos em poucos minutos contra regiões palestinas

www.brasil247.com - Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel (Foto: Reuters)


247 - O massacre das forças israelenses já deixou 43 palestinos mortos, incluindo 13 crianças. E, logo após o amanhecer desta quarta-feira (12), Israel disparou dezenas de ataques aéreos em poucos minutos, tendo como principais alvos instalações policiais e de segurança. 

Uma mãe de quatro filhos em Gaza, Samah Haboub, afirmou ter sido arremessada para o outro lado do cômodo quando a cidade foi atingida e falou em "momento de horror". "Quase não há lugar seguro em Gaza", acrescentou.

"Israel enlouqueceu", disse um homem em uma rua de Gaza, enquanto as pessoas saíam correndo de suas casas por causa das explosões. O relato dela foi publicado pelo jornal O Estado de S.Paulo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A procuradora-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda, disse no Twitter que está preocupada com a possibilidade de que crimes de guerra estejam sendo cometidos na Cisjordânia nos últimos dias. "Observo com grande preocupação a escalada da violência na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, bem como dentro e ao redor de Gaza, e a possível prática de crimes sob o Estatuto de Roma", escreveu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Faixa de Gaza disparou pelo menos mais 100 foguetes em direção a Israel, matando dois israelenses, incluindo um menor de idade. O número de mortos no Estado de Binyamin Netanyahu desde o início do conflito, aumentou de três para cinco pessoas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email