Ataques suicidas simultâneos deixam ao menos 10 mortos no Iraque

Pelo menos dez pessoas morreram, entre elas mulheres e crianças, e mais de 13 ficaram feridas em um ataque praticado por pelo menos 12 suicidas no povoado de Al Baghdadi, no oeste da província iraquiana da Al Anbar; entre 12 e 15 suicidas participaram da ação que causou a morte de oito civis, entre eles quatro mulheres e uma criança, e dois soldados; alguns dos suicidas se explodiram em duas casas, e os demais foram abatidos pelas forças de segurança iraquianas

Forças de segurança do Iraque em combate contra extremistas do Estado Islâmico, terrorismo
Forças de segurança do Iraque em combate contra extremistas do Estado Islâmico, terrorismo (Foto: Paulo Emílio)

Agência Brasil - Pelo menos dez pessoas morreram, entre elas mulheres e crianças, e mais de 13 ficaram feridas em um ataque praticado por pelo menos 12 suicidas no povoado de Al Baghdadi, no oeste da província iraquiana da Al Anbar, informou nesta sexta-feira (23) à Agência EFE uma fonte policial.

Entre 12 e 15 suicidas fizeram um ataque esta madrugada nesse povoado, situado cerca de 140 quilômetros ao Oeste de Ramadi, capital da província da Al Anbar, no Oeste do Iraque, que causou a morte de oito civis, entre eles quatro mulheres e uma criança, e dois soldados, segundo a fonte.

Além disso, mais de 13 pessoas ficaram feridas e foram levadas pelas forças iraquianas a uma base militar chamada Ain al Assad, próxima a Al Baghdadi.

Entre os feridos estão um tenente coronel e um soldado, sobre os quais a fonte não detalhou se estão em estado grave.

Alguns dos suicidas se explodiram em duas casas, e os demais foram abatidos pelas forças de segurança iraquianas, acrescentou a fonte policial.

Por enquanto, nenhum grupo assumiu a autoria deste ataque.

Após o atentado, as unidades policiais impuseram um toque de recolher em Al Baghdadi com o objetivo de evitar mais ataques.

No momento, as zonas de Anah, Rawa e Al Qaim, todas no Oeste do Iraque e perto da fronteira com a Síria, ainda estão sob controle do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na província da Al Anbar.

Atualmente, o Exército iraquiano desenvolve uma ofensiva contra os jihadistas no norte do país para expulsar o EI da cidade de Mossul, seu último bastião urbano no Iraque.

O EI conquistou amplas partes do Norte, no Centro e no Oeste do Iraque em 2014, mas perdeu a maioria dos seus domínios perante o avanço das forças governamentais desde o ano passado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247