Até o próximo Natal estarei na Bolívia, garante Evo Morales

Asilado na Argentina, o ex-presidente boliviano Evo Morales afirmou que até o próximo Natal estará na Bolívia, junto ao seu povo. Neste domingo (29), acontece ato do MAS, na fronteira entre a Argentina e a Bolívia, para escolher um candidato para as eleições bolivianas no ano que vem

Evo Morales
Evo Morales (Foto: Cebrapaz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente boliviano Evo Morales, afastado após um golpe contra o seu governo, afirmou em entrevista nesta terça-feira (24), que até o próximo Natal estará de volta à Bolívia.

"Por motivos de segurança, não posso entrar em detalhes sobre o plano que temos para voltar à Bolívia. Mas uma pessoa precisa voltar para seu país", declarou Evo em entrevista à agência AFP.  A informação é do jornal O Globo.

Ele conclamou seus apoiadores para ato no domingo (29) na fronteira entre a Argentina e a Bolívia para escolher um candidato para as eleições bolivianas no ano que vem. Os membros de seu partido Movimento ao Socialismo (MAS) irão se reunir em Buenos Aires para começar a escolher os candidatos. Entre os nomes citados pelo dirigente estão o de Luis Arce Catacora, seu ex-ministro da Economia, e Andronico Rodríguez, um sindicalista que desponta nas pesquisas, como possíveis candidatos do MAS.

Evo criticou a entrada da Bolívia no Grupo de Lima que, segundo ele, é "um regresso ao passado" e uma perda da identidade boliviana.

Sobre a manifestação do governo do México, onde Morales aceitou asilo político em 11 de novembro e permaneceu até o início de dezembro, que expressou preocupação com uma presença "excessiva" de membros dos serviços de segurança e da inteligência na embaixada em La Paz.

Evo classificou a vigilância como "pior que na ditadura militar, quando pelo menos havia trânsito livre e respeito às embaixadas".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247