Austrália: possíveis destroços de avião podem ter afundado

"Algo que estava flutuando no mar há tanto tempo pode não estar mais flutuando", disse o vice-primeiro-ministro da Austrália, Warren Truss; "Podem ter ido para o fundo", acrescentou

Clouds hover outside the window of a Vietnam Air Force search and rescue aircraft An-26 on a mission to find the missing Malaysia Airlines flight MH370, off Vietnam's Tho Chu island March 10, 2014. The disappearance of a Malaysian airliner about an hour i
Clouds hover outside the window of a Vietnam Air Force search and rescue aircraft An-26 on a mission to find the missing Malaysia Airlines flight MH370, off Vietnam's Tho Chu island March 10, 2014. The disappearance of a Malaysian airliner about an hour i (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News

SYDNEY, 21 Mar (Reuters) - O vice-primeiro-ministro da Austrália, Warren Truss, disse nesta sexta-feira que os objetos vistos em imagens de satélite que levaram a uma caçada internacional em uma área remota no sul do oceano Índico em busca do avião desaparecido da Malaysia Airlines podem ter afundado.

As imagens foram feitas no dia 16 de março.

"Algo que estava flutuando no mar há tanto tempo pode não estar mais flutuando", disse ele a repórteres em Perth. "Podem ter ido para o fundo."

Truss disse que as buscas continuam em mares traiçoeiros em uma área a 2.500 quilômetros a sudoeste de Perth, e que as aeronaves da Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos receberão o apoio de aviões chineses e japoneses durante o fim de semana.

PUBLICIDADE

(Reportagem de Jane Wardell)

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email