Banqueiro português investigado no caso Luanda Leaks é encontrado morto em Lisboa

A polícia acredita ser um caso de suicídio do banqueiro português Nuno Ribeiro da Cunha. Ele foi citado no caso conhecido como Luanda Leaks, num esquema de desvio de dinheiro da petroleira estatal angolana Sonangol

Nuno Ribeiro da Cunha
Nuno Ribeiro da Cunha (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O banqueiro português Nuno Ribeiro da Cunha foi encontrado morto nesta quarta-feira (22) em Lisboa e a polícia acredita ser um caso de suicídio. Cunha trabalhava para o banco Eurobic, e foi citado no caso conhecido como Luanda Leaks. Ele era o gerente das contas usadas pela petroleira estatal angolana Sonangol.

No domingo (19), o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) e veículos de vários países divulgaram denúncias contra Isabel dos Santos, filha do ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos. Ela teria se tornado a mulher mais rica da África após criar esquemas internacionais para desviar dinheiro da empresa. 

Segundo procuradores de Angola, Isabel está sendo investigada por fraude, má gestão e apropriação de recursos da Sonangol. Seus bens já haviam sido bloqueados pela Justiça de Angola em dezembro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247