Blinken acusa a Rússia de não querer construir relações saudáveis com os Estados Unidos

"Por muitos anos, a OTAN estendeu a mão à Rússia para desenvolver um relacionamento transparente e mais positivo", disse ele

www.brasil247.com - Antony Blinken
Antony Blinken (Foto: Reuters/Tom Brenner)


WASHINGTON, TASS – O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, insiste que o lado americano está interessado na interação com a Rússia, inclusive nas questões relacionadas ao clima, à pandemia e às tecnologias, mas Moscou supostamente rejeitou essas iniciativas para estabelecer relações mais positivas, segundo sua entrevista à TV alemã ZDF canal divulgado na quinta-feira pelo serviço de imprensa do Departamento de Estado dos EUA.

"Mostramos boa vontade não apenas nas últimas semanas, mas ao longo de muitos anos, buscando consistentemente a Rússia, querendo trabalhar com a Rússia, porque uma Rússia que está concentrando suas energias, recursos e talentos como uma grande nação, realmente trabalhando conosco para tentar para resolver alguns dos problemas que afetam todos os nossos cidadãos, seja lidando com o COVID ou as mudanças climáticas, o impacto das novas tecnologias - todas essas coisas que gostaríamos de trabalhar com a Rússia", disse ele em resposta a um pergunta se ele estava disposto a "mostrar qualquer tipo de boa vontade para com a Rússia" na próxima reunião com o chanceler russo Sergey Lavrov.

"E por muitos anos, a OTAN estendeu a mão à Rússia para desenvolver um relacionamento transparente e mais positivo. Infelizmente, temos sido rejeitados consistentemente. E o fato é que nos últimos anos, não é a OTAN que é o problema. É uma aliança defensiva que opera com total transparência e é uma aliança voluntária. É a Rússia", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em relação a isso, o alto diplomata dos EUA mencionou a situação na Ucrânia, Geórgia e Moldávia. "Assim, a Rússia colocou o verdadeiro desafio à segurança europeia. Não gostaríamos de nada mais do que desenvolver uma relação mais estável e previsível com a Rússia. O presidente Biden disse isso diretamente ao presidente Putin, e certamente há áreas em que podemos trabalhar juntos. Mas depende do que a Rússia faz ou deixa de fazer", insistiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse que em 21 de janeiro, o principal diplomata russo se reuniria com Blinken em Genebra. Segundo ela, os dois funcionários discutirão quaisquer outras medidas relacionadas às propostas sobre garantias de segurança apresentadas por Moscou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 17 de dezembro de 2021, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia publicou os projetos de acordos entre Moscou e Washington sobre garantias de segurança e medidas para garantir a segurança da Rússia e dos estados membros da OTAN. As consultas Rússia-EUA sobre essas questões foram realizadas em 10 de janeiro em Genebra, uma sessão do Conselho OTAN-Rússia foi realizada em 12 de janeiro em Bruxelas e uma reunião do Conselho Permanente da OSCE onde essas iniciativas também foram discutidas ocorreu em 13 de janeiro em Viena.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email