Boulos sobre acordo entre UE e Mercosul: europeus taparam o nariz para encher o bolso

O líder do MTST, Guilherme Boulos, criticou o acordo que permite o livre comércio entre União Européia e Mercosul; em sua conta no Twitter, Boulos disse que o acordo pode destruir indústrias automobilísticas e têxteis do Mercosul

O  PSOL confirmou a candidatura de Guilherme Boulos à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido.Foto Rovena Rosa/Agência Brasil
O PSOL confirmou a candidatura de Guilherme Boulos à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido.Foto Rovena Rosa/Agência Brasil (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

247 - O líder do MTST e presidenciável na eleição de 2018, Guilherme Boulos, publicou em seu Twitter críticas em relação ao acordo, firmado nesta sexta-feira (28), que estabelece livre comércio entre Mercosul e União Européia.

Dentre as críticas, Boulos afirmou que o acordo é desigual, ressaltou que o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o argentino, Mauricio Macri, atenderam as vontades européias "sem contrapartida" e disse que  o tratado tem potencial para destruir indústrias automobilísticas e têxteis do Mercosul. 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247