Brasil cobra explicações do assassinato de estudante brasileira na Nicarágua

Em nota divulgada nesta terça-feira (24), o governo brasileiro manifestou indignação e exigiu que autoridades nicaraguenses mobilizem todos os esforços necessários para identificar e punir os responsáveis pelo assassinato da estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima

Brasil cobra explicações do assassinato de estudante brasileira na Nicarágua
Brasil cobra explicações do assassinato de estudante brasileira na Nicarágua (Foto: Reprodução/Facebook | Oswaldo Rivas/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Em nota divulgada nesta terça-feira (24), o governo brasileiro manifestou indignação e exigiu que autoridades nicaraguenses mobilizem todos os esforços necessários para identificar e punir os responsáveis pelo assassinato da estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima, na noite de segunda-feira (23).

No texto, o governo ainda condenou "o aprofundamento da repressão, o uso desproporcional e letal da força e o emprego de grupos paramilitares em operações coordenadas pelas equipes de segurança" e repudiou a perseguição a manifestantes, estudantes e defensores dos direitos humano.

A estudante de medicina foi morta com um tiro no peito que, segundo o reitor da Universidade Americana (UAM), Ernesto Medina, foi disparado por "um grupo de paramilitares" no sul da capital, Manágua.

"A brasileira foi atingida por disparos em circunstâncias sobre as quais [o governo brasileiro] está buscando esclarecimentos junto ao governo nicaraguense", destacou o Itamaraty, estendendo votos de solidariedade à família da estudante.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247