Buenos Aires inaugura comitê internacional de apoio a Lula e à democracia no Brasil

A capital argentina, Buenos Aires, sedia a inauguração do primeiro comitê internacional de solidariedade e apoio ao ex-presidente Lula; segundo o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que estará presente no evento, “apesar de algumas diferenças pontuais, a Argentina vive um cenário político bastante parecido ao do Brasil, com um governo neoliberal destruindo conquistas históricas dos trabalhadores e vendendo o patrimônio da nação”

A capital argentina, Buenos Aires, sedia a inauguração do primeiro comitê internacional de solidariedade e apoio ao ex-presidente Lula; segundo o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que estará presente no evento, “apesar de algumas diferenças pontuais, a Argentina vive um cenário político bastante parecido ao do Brasil, com um governo neoliberal destruindo conquistas históricas dos trabalhadores e vendendo o patrimônio da nação”
A capital argentina, Buenos Aires, sedia a inauguração do primeiro comitê internacional de solidariedade e apoio ao ex-presidente Lula; segundo o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que estará presente no evento, “apesar de algumas diferenças pontuais, a Argentina vive um cenário político bastante parecido ao do Brasil, com um governo neoliberal destruindo conquistas históricas dos trabalhadores e vendendo o patrimônio da nação” (Foto: Leonardo Lucena)

247 - A capital argentina, Buenos Aires, sedia, nesta quinta-feira (15), a inauguração do primeiro comitê internacional de solidariedade e apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ato terá a presença do deputado Paulo Pimenta (PT-RS), líder do PT na Câmara.

“Apesar de algumas diferenças pontuais, a Argentina vive um cenário político bastante parecido ao do Brasil, com um governo neoliberal destruindo conquistas históricas dos trabalhadores e vendendo o patrimônio da nação. Por isso o nosso diálogo e o trabalho em conjunto com o campo progressista argentino é fundamental”, diz.

A ideia nasceu no dia 24 de janeiro, quando uma comitiva argentina participou das manifestações de apoio a Lula durante o seu julgamento em Porto Alegre. Na ocasião, o ex-presidente brasileiro recebeu os argentinos e agradeceu o gesto de solidariedade.

O evento em Buenos Aires é promovido pela Central de Trabalhadores da Argentina (CTA), que sediará a atividade, a partir das 18h (na rua Piedras, 1065, San Telmo), e conta com o apoio de diversos parlamentares, personalidades e organizações de esquerda, sobretudo do campo político que dá sustentação à ex-presidenta Cristina Fernández de Kirchner, atualmente exercendo o mandato de senadora.

*Com informações do PT na Câmara

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247