Campanha de Trump cede e passa a recomendar "fortemente" o uso de máscaras

Até então, Donald Trump e equipe se recusavam a usar máscaras, por alegarem que a obrigação do uso da proteção é uma violação inaceitável da liberdade pessoal

Presidente dos EUA, Donald Trump
Presidente dos EUA, Donald Trump (Foto: REUTERS/Leah Millis)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, passará a recomendar "fortemente" o uso de máscaras de proteção em comícios, como forma de conter o avanço da pandemia de coronavírus, segundo informações do jornal O Globo. O anúncio foi feito pelo chefe de Gabinete da Casa Branca, Mark Meadows.

Até então, Trump e sua equipe se recusavam a usar máscaras, alegando que a obrigação do uso da proteção é uma violação inaceitável da liberdade pessoal. 

O próximo evento de Trump será no próximo sábado (11) em Portsmouth, New Hampshire. Mesmo ao ar livre, a equipe da campanha do presidente distribuirá máscaras aos participantes, que serão "fortemente encorajados a usar".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email