China pede que 'países relevantes' façam mais pela paz no Oriente Médio

A China pediu na terça-feira (9) que os "países relevantes" façam mais coisas que conduzam à paz e à estabilidade do Oriente Médio depois que os Estados Unidos classificaram uma força armada iraniana como "organização terrorista"

China pede que 'países relevantes' façam mais pela paz no Oriente Médio
China pede que 'países relevantes' façam mais pela paz no Oriente Médio

Xinhua - A China pediu na terça-feira (9) que os "países relevantes" façam mais coisas que conduzam à paz e à estabilidade do Oriente Médio depois que os Estados Unidos classificaram uma força armada iraniana como "organização terrorista".

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Lu Kang fez as observações em uma coletiva de imprensa de rotina diante de uma pergunta sobre as mais recentes medidas norte-americanas.

O presidente Donald Trump disse na segunda-feira (8) que os Estados Unidos classificaram a Guarda Revolucionária do Irã como uma "organização terrorista estrangeira", sendo esta a primeira vez que faziam isso com uma instituição oficial de outro governo.

Em resposta a isso, o Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã disse que a medida dos EUA colocava em risco a paz e a segurança na região e no mundo e anunciou que as forças do Comando Central dos Estados Unidos na Ásia Ocidental são um "grupo terrorista".

Na coletiva de terça-feira, Lu disse que a China sempre defende que todos os países devem observar as diretrizes básicas das relações internacionais com base nos propósitos e princípios da Carta da ONU, em vez de seguir política de força e intimidação.

"Esperamos que os países relevantes, especialmente os principais poderes fora da região, façam mais coisas que conduzam à paz e à estabilidade do Oriente Médio, em vez de tomarem medidas que levarão a mais tensão na região", disse Lu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247