China planeja construir 'base estratégica de logística e serviços' no Mar do Sul

O governo chinês tem planos de instalar uma base em uma das Ilhas Paracel, que se encontram em disputa com outros países da região asiática

China planeja construir 'base estratégica de logística e serviços' no Mar do Sul
China planeja construir 'base estratégica de logística e serviços' no Mar do Sul

247, com Sputnik - O governo chinês tem planos de instalar uma base em uma das Ilhas Paracel, que se encontram em disputa com outros países da região asiática.

Na última sexta-feira (15), o Comitê Municipal de Sansha do Partido Comunista da China anunciou um plano para construir uma "cidade na ilha" de Woody Island, que faz parte das Ilhas Paracel. A iniciativa tornaria a ilha, junto com a Tree Island e a Drummond Island, em uma "base estratégica nacional de logística e serviços".

Segundo a edição South China Morning Post, a declaração apontou para a necessidade de "planejar cuidadosamente o desenvolvimento geral das ilhas e recifes se baseando em suas funções diferentes, levando em consideração sua relação complementar".

Com uma área de apenas 2,6 km², a Woody Island é o centro administrativo da prefeitura de Sansha, estabelecida em 2012 para governar as Ilhas Paracel. Uma grande parte do território da ilha é ocupada pela pista de pouso, capaz de abrigar a maior parte dos aviões do Exército de Libertação Popular da China.

Em maio do ano passado, em Washington, um relatório intitulado Iniciativa Asiática para a Transparência Marítima apontou que, em Woody Island, a China segue um plano estabelecido, que depois prosseguirá em outras ilhas: a construção de um porto para posterior construção de um aeródromo, construção de hangares, infraestrutura de comunicação e radares, e finalmente o posicionamento de mísseis antiaéreos e antinavio.

"Podemos olhar para os desenvolvimentos recentes em Woody Island como sinais de atividades posteriores que ocorrerão nos recifes Fiery Cross, Mischief e Subi", apontou o relatório.

Pequim reivindica a soberania sobre 90% do mar do Sul da China, inclusive sobre as Ilhas Paracel, porém, estas são disputadas por várias outras nações do Sudeste Asiático. Os EUA e seus aliados, como o Reino Unido e o Japão, insistem em seu direito de liberdade de navegação na zona, ignorando os protestos por parte da China durante a passagem de suas embarcações militares.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247