China promoverá maior programa de ajuda econômica externa a Cuba desde o fim da União Soviética

Bruno Rodríguez e Wang Yi, chanceleres dos dois países comunistas, anunciaram o acordo simultaneamente, “contra a opressão política exercida pelos Estados Unidos sobre a ilha”, acusou o diplomata chinês

Xi Jinping, presidente da China e Díaz-Canel, de Cuba
Xi Jinping, presidente da China e Díaz-Canel, de Cuba (Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os chanceleres de Cuba, Bruno Rodríguez, e da China, Wang Yi, anunciaram simultaneamente, nesta terça-feira (9), que o país asiático aumentará sua ajuda econômica ao país caribenho, segundo informa a agência Prensa Latina.

Em seu discurso, Wang destacou a oposição de Pequim “aos esforços dos Estados Unidos de usar o antiterrorismo para impor sanções e manter a opressão política contra Cuba”.

Também segundo a agência Prensa Latina, uma vez entre em vigência, este será o maior programa de ajuda econômica externa recebido por Cuba desde o fim da União Soviética. Embora não tenham sido revelados valores, foram anunciadas cooperações nos âmbitos de desenvolvimento industrial e tecnológico, em áreas como saúde e infraestrutura.

O diplomata chinês também destacou a grande ajuda que Cuba entregou à China entre os meses de janeiro e março, quando o país era o epicentro da pandemia do novo coronavírus.

“A China pretende, com isto, demonstrar sua gratidão com um país que esteve do nosso lado e foi importante para que pudéssemos obter o resultado que alcançamos”, reconheceu.

Por sua parte, Rodríguez lembrou que o acordo surge justamente quando os dois países comemoram o aniversário de 60 anos de relações bilaterais, e enfatizou a disposição de aprofundar a colaboração mútua em vários setores, destaca a Revista Fórum.

“Em nossas conversas, encontramos muitos aspectos em que podemos colaborar mutuamente, com benefícios para ambos, o que nos leva a ter muitas esperanças com os resultados que este acordo poderá trazer”, afirmou o chanceler cubano.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247