China quer aprofundar laços com a França para enfrentar desafios globais

O presidente da China, Xi Jinping, inicia neste domingo (24) visita à França, onde é recebido pelo chefe de Estado, Emmanuel Macron; em artigo publicado na imprensa francesa, Xi opinou que sua visita ao país europeu aprofundará as relações bilaterais, aumentará a cooperação e contribuirá para unir forças a fim de enfrentar os desafios do mundo atual

China quer aprofundar laços com a França para enfrentar desafios globais
China quer aprofundar laços com a França para enfrentar desafios globais (Foto: POOL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Prensa Latina - O presidente da China, Xi Jinping, inicia neste domingo (24) visita à França, onde é recebido pelo chefe de Estado, Emmanuel Macron; em artigo publicado na imprensa francesa, Xi opinou que sua visita ao país europeu aprofundará as relações bilaterais, aumentará a cooperação e contribuirá para unir forças a fim de enfrentar os desafios do mundo atual.

Xi fez um balanço das relações com a França e destacou a coordenação de posições comuns com o governo do presidente Macron em cenários como a Organização das Nações Unidas e o G-20, entre outros.

Segundo adiantou, manterá conversações profundas com o mandatário anfitrião e delineou aspectos a levar em conta para avançar ainda mais nas circunstâncias atuais e conseguir vínculos ainda mais fortes entre a China e a França.

Xi considerou que os dois países devem fomentar o respeito mútuo e defender a independência, porque assim poderão contribuir para a democracia nas relações internacionais e lutar contra o auge do protecionismo e o unilateralismo.

Propôs a abertura e a cooperação de ganhos compartilhados em setores como a energia nuclear, a aviação, a tecnologia aeroespacial, a agricultura e a inovação no contexto da iniciativa do novo Cinturão e Rota da Seda, e convidou a França à Segunda Feira Internacional de Importações e Exportações, a realizar-se ainda neste ano.

Propôs, ademais, ampliar os contatos povo a povo, especialmente em matéria de educação, cultura e ciência-tecnologia, bem como trabalhar em conjunto pela prosperidade, estabilidade e construção de uma comunidade com futuro compartilhado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247