Claro que há um golpe de Estado na Venezuela, diz sociólogo alemão

A revista Carta Capital reproduziu da agência de notícias alemã Deutsche Welle, em 02 de fevereiro, uma entrevista com o sociólogo e economista alemão Heinz Dieterich, sob o título "Maduro se recusou a enxergar a realidade"; o título transmite a impressão de que o único culpado pelas agruras do povo venezuelano é o atual presidente; a impressão fica mais forte se acrescentarmos que Dieterich tem posições de esquerda, conviveu longamente com Hugo Chávez e é o autor de Socialismo do Século XXI, obra que serviu de inspiração para Hugo Chávez, mas há uma segunda parte da entrevista, em que Dieterich denuncia que o que há hoje na Venezuela é, sem sombra de dúvidas, um golpe de Estado

Claro que há um golpe de Estado na Venezuela, diz sociólogo alemão
Claro que há um golpe de Estado na Venezuela, diz sociólogo alemão (Foto: REUTERS / Carlos Garcia Rawlins)

247, do GGN, por César Locatelli - A revista Carta Capital reproduziu da agência de notícias alemã Deutsche Welle, em 02 de fevereiro, uma entrevista com o sociólogo e economista alemão Heinz Dieterich, sob o título "Maduro se recusou a enxergar a realidade".

O título transmite a impressão de que o único culpado pelas agruras do povo venezuelano é o atual presidente. A impressão fica mais forte se acrescentarmos que Dieterich tem posições de esquerda, conviveu longamente com Hugo Chávez e é o autor de Socialismo do Século XXI, obra que serviu de inspiração para Hugo Chávez. 

Ocorre, entretanto, que há uma segunda parte da entrevista, que traduzimos e publicamos na sequência. Dieterich denuncia que o que há hoje na Venezuela é, sem sombra de dúvidas, um golpe de Estado, que Washington confiscou os ativos da petroleira venezuelana, que o Banco da Inglaterra negou-se a entregar o ouro venezuelano lá depositado, que o direito internacional está sendo violado, que os impérios usam as leis somente quando lhes convém, que o ataque de Trump à América Latina é parte da luta dos EUA por manter a unipolaridade no mundo.

Compondo-se as duas partes da entrevista, conclui-se que Dieterich aponta erros de Maduro, mas não enxerga, como solução adequada, a entrega do poder a Guaidó, líder de um "grupo neoliberal inepto a serviço de Washington".

Segue a entrevista de Heinz Dieterich à Deustche Welle, reproduzida pelo GGN

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247