Como Mujica transformou o Uruguai no "país do ano"

Políticas liberais, como o casamento gay e a legalização da maconha, além do estilo do presidente Pepe Mujica, fizeram com que o país sul-americano fosse escolhido pela revista The Economist como o mais destacado de 2013

Como Mujica transformou o Uruguai no "país do ano"
Como Mujica transformou o Uruguai no "país do ano" (Foto: © Andres Stapff / Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A revista inglesa The Economist elegeu, nesta semana, o Uruguai como o país do ano. Leia sua análise:

As realizações que mais merecem louvor, pensamos, são reformas pioneiras que não se limitam a melhorar uma única nação, mas que, se emuladas, podem beneficiar o mundo. O casamento gay é uma política que ultrapassa fronteiras, aumentando a soma global de felicidade humana sem nenhum custo financeiro. 

Vários países implementaram essa medida em 2013, incluindo o Uruguai, que também, de maneira pioneira, aprovou uma lei para legalizar e regulamentar a produção, venda e consumo de cannabis. 

Esta é uma mudança tão obviamente sensata, dificultando a vida dos bandidos e permitindo que as autoridades se concentrem em crimes mais graves, que nenhum outro país fez isso. Se os outros seguirem o exemplo, e outros narcóticos forem incluídos, o dano que tais drogas causam no mundo seria drasticamente reduzido.

Melhor ainda, o homem no topo, o presidente José Mujica, é admiravelmente modesto. Com franqueza incomum para um político, ele se referiu à nova lei como uma experiência. Mora em uma casa humilde, vai para o trabalho dirigindo um Volkswagen e voa de classe econômica. Modesto e ousado, liberal e divertido, o Uruguai é o nosso país do ano. ¡Felicitaciones!

(Confira ainda a análise de Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo aqui)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247