Congresso da Argentina legaliza aborto

O projeto de lei, que pretende dar direito às cidadãs de interromperem gravidez até a 14ª semana, passou para o Senado argentino, que tomará a decisão final; segundo informa o jornal El País, a votação foi muito acalorada e durou mais de 20 horas

O projeto de lei, que pretende dar direito às cidadãs de interromperem gravidez até a 14ª semana, passou para o Senado argentino, que tomará a decisão final; segundo informa o jornal El País, a votação foi muito acalorada e durou mais de 20 horas
O projeto de lei, que pretende dar direito às cidadãs de interromperem gravidez até a 14ª semana, passou para o Senado argentino, que tomará a decisão final; segundo informa o jornal El País, a votação foi muito acalorada e durou mais de 20 horas (Foto: Leonardo Lucena)

Sputnik - O projeto de lei, que pretende dar direito às cidadãs de interromperem gravidez até a 14ª semana, passou para o Senado argentino, que tomará a decisão final.

O aborto legal foi autorizado na Câmara dos Deputados e recebeu o apoio das pessoas de Buenos Aires.

Segundo informa o jornal El País, a votação foi muito acalorada e durou mais de 20 horas. Os legisladores aprovaram hoje (14) o projeto de lei para interrupção voluntária da gravidez com 129 votos a favor e 125 contra.

Poucos imaginavam três meses atrás, quando o presidente Mauricio Macri decidiu iniciar o debate, que a legalização do aborto seria aprovada em ao menos uma das duas câmaras. Agora o projeto de lei passará para o Senado, que é mais conservador.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247