Contra preconceito, mães e pais coreanos distribuem abraços a jovens LGBT

Vídeo tem comovido pessoas em todo o mundo; campanha quer levar à comunidade LGBT o carinho que, muitas vezes, é negado pela família

Vídeo tem comovido pessoas em todo o mundo; campanha quer levar à comunidade LGBT o carinho que, muitas vezes, é negado pela família
Vídeo tem comovido pessoas em todo o mundo; campanha quer levar à comunidade LGBT o carinho que, muitas vezes, é negado pela família (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Fórum - O Festival Coreano da Cultura Gay acontece entre os dias 11 e 19 de junho, em Seul, capital da Coreia do Sul. O país tem encontrado avanços para a população LGBT e, nesse ano, recebeu o apoio de membros da associação Pais, Familiares e Amigos de Lésbicas e Gays, que distribuiu carinho em forma de abraços durante o evento.

A entidade também entregou livros e folhetos explicativos que sinalizavam a violência sofrida por pessoas LGBT no país. Em 2015, a edição do festival aconteceu sob forte contrariedade de grupos cristãos e conservadores da sociedade, que chegaram a se articular com a polícia para que o evento fosse proibido. No entanto, as autoridades de Seul anularam a proibição.

Em vídeo publicado no Facebook, que tem emocionado pessoas em todo o mundo, a campanha evidencia o desejo pelo fim da violência contra LGBTs. "Nós não ficamos preocupados por nossos filhos gays e filhas lésbicas, nos preocupamos porque eles terão que viver em um mundo cheio de ódio e discriminação", diz a mensagem.

Assista:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247