Cruzador de mísseis protegerá caças russos na Síria

Após um caça russo Su-24 ser derrubado por um míssil turco no espaço aéreo sírio, Moscou deslocou o cruzador de mísseis guiados para região; "O cruzador de mísseis guiados Moskvá, equipado com sistemas da defesa antiaérea S-300F Fort, tomou a posição perto da costa de Latakia. Os seus sistemas de alerta precoce e de defesa antiaérea garantirão a cobertura de Forças Aeroespaciais russas na Síria", disse o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu; antes da derrubada do Su-24, os bombardeiros russos realizavam missões sem cobertura aérea

Após um caça russo Su-24 ser derrubado por um míssil turco no espaço aéreo sírio, Moscou deslocou o cruzador de mísseis guiados para região; "O cruzador de mísseis guiados Moskvá, equipado com sistemas da defesa antiaérea S-300F Fort, tomou a posição perto da costa de Latakia. Os seus sistemas de alerta precoce e de defesa antiaérea garantirão a cobertura de Forças Aeroespaciais russas na Síria", disse o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu; antes da derrubada do Su-24, os bombardeiros russos realizavam missões sem cobertura aérea
Após um caça russo Su-24 ser derrubado por um míssil turco no espaço aéreo sírio, Moscou deslocou o cruzador de mísseis guiados para região; "O cruzador de mísseis guiados Moskvá, equipado com sistemas da defesa antiaérea S-300F Fort, tomou a posição perto da costa de Latakia. Os seus sistemas de alerta precoce e de defesa antiaérea garantirão a cobertura de Forças Aeroespaciais russas na Síria", disse o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu; antes da derrubada do Su-24, os bombardeiros russos realizavam missões sem cobertura aérea (Foto: Paulo Emílio)

Agência Sputnik - O cruzador de mísseis guiados Moskvá é capaz de destruir qualquer alvo aéreo potencialmente perigoso, segundo declarou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu. Nessa terça-feira (24), um caça russo Su-24 foi derrubado por um míssil turco no espaço aéreo sírio.

"O cruzador de mísseis guiados Moskvá, equipado com sistemas da defesa antiaérea S-300F Fort, tomou a posição perto da costa de Latakia. Os seus sistemas de alerta precoce e de defesa antiaérea garantirão a cobertura de Forças Aeroespaciais russas na Síria", disse.

O Ministério da Defesa destaca que, durante todo o voo, o avião derrubado se manteve sempre sobre o território da Síria. Isto foi registrado por meios de controle objetivos", acrescentou o departamento militar.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, classificou o ato de "um golpe nas costas".

O Ministério da Defesa russo suspendeu todos os contatos militares com a Turquia após o incidente com o avião. Antes da queda do Su-24, os bombardeiros russos realizavam missões sem cobertura aérea.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247