Cuba condena qualificação do país pelos EUA como Estado patrocinador do terrorismo

O governo de Cuba condena nos termos mais veementes e absolutos a "fraudulenta" qualificação do país como Estado patrocinador do terrorismo, anunciada pelo governo dos Estados Unidos em "ato cínico e hipócrita", conforme assinala nota do Ministério das Relações exteriores, publicada nesta segunda-feira (11))

Chanceler cubano Bruno Rodríguez
Chanceler cubano Bruno Rodríguez (Foto: Prensa Latina)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo da República de Cuba reagiu em termos veementes à qualificação do país pelos Estados Unidos como Estado patrocinador do terrorismo. Leia a nota do Ministério das Relações Exteriores publicada nesta segunda-feira (11) no jornal Granma, jornal oficial do Partido Comunista de Cuba.

"O Ministério das Relações Exteriores condena nos termos mais veementes e absolutos a fraudulenta qualificação de Cuba como Estado patrocinador do terrorismo, anunciada pelo Governo dos Estados Unidos em ato cínico e hipócrita.

Durante meses se especulou sobre a possibilidade de incluir Cuba na lista unilateral do Departamento de Estado que qualifica países, sem mandato ou legitimidade, sem motivação genuína, referindo-se ao terrorismo e suas consequências, e como instrumento de difamação. aplicar medidas econômicas coercitivas contra as nações que resistem a ceder aos caprichos do imperialismo norte-americano.

O anúncio feito pelo secretário de Estado Michael Pompeo é um ato soberbo de um governo desacreditado, desonesto e moralmente falido. É sabido, sem dúvida, que a verdadeira motivação para esta ação é impor obstáculos adicionais a qualquer perspectiva de recuperação nas relações bilaterais entre Cuba e os Estados Unidos.

Cuba não é um Estado patrocinador do terrorismo, verdade reconhecida por todos. A política oficial e conhecida, e a conduta impecável de nosso país, é a rejeição do terrorismo em todas as suas formas e manifestações, em particular o terrorismo de Estado, por quem quiser, contra quem quiser e onde estiver cometido.

Cuba é um Estado vítima do terrorismo e nossa população o sofreu em primeira mão, ao preço de 3.478 mortos e 2.099 pessoas com deficiência, por atos cometidos pelo governo dos Estados Unidos ou perpetrados e patrocinados a partir do território daquele país. com a tolerância das autoridades oficiais. Nós, cubanos, repudiamos com desprezo qualquer manobra destinada a manipular uma questão tão delicada, para fins grosseiros de oportunismo político".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247